Anatomia de um Escândalo crítica da série minissérie Netflix 2022

Foto: Netflix / Divulgação

A série “Anatomia de Um Escândalo” (Anatomy Of A Scandal), lançada pela Netflix em 2022 e baseada no renomado romance de Sarah Vaughan, expõe o poderoso mundo do mais alto escalão do parlamento britânico e seus políticos masculinos. O tema central da série é o consentimento sexual. Ela acompanha uma sucessão de escândalos que abalam a elite do Reino Unido. A produção alcançou o segundo lugar entre as produções mais assistidas da plataforma em um fim de semana.

Leia também

‘Griselda’ tem trama viciante e excelente atuação de Sofía Vergara

‘NYAD’ e a importância de não deixar o sonho morrer

‘O Turista’ é previsível, mas divertidourista

Anatomia de Um Escândalo: sinopse da série

A trama apresenta Sophie Whitehouse (Sienna Miller) e seu marido James (Rupert Friend), um político de sucesso e charmoso, com quem tem dois filhos. No entanto, tudo muda quando segredos sombrios da vida de James vêm à tona.  Sophie começa a questionar se realmente o conhece. A série aborda uma temática polêmica e extremamente relevante: o consentimento sexual. Ela mostra como o poder e o privilégio podem proteger aqueles em posição de destaque.

James enfrenta um julgamento após ser acusado de estupro por uma mulher com quem teve um relacionamento anterior. Isso levanta questionamentos sobre os limites de uma relação consensual, um tema controverso no Judiciário brasileiro e mundial.

Leia mais críticas de séries da Netflix

Vale a pena ver Anatomia de Um Escândalo?

O diálogo refinado da série orienta o espectador na direção da moralidade, destacando a jornada de um garoto rico e universitário para um membro do parlamento aparentemente franco e honesto. Por sua vez, Sophie começa a questionar tudo, até os seus dias de juventude cheios de vida.

A série levanta questões importantes como consentimento, patriarcado, privilégio e direitos masculinos, abordando a desigualdade de poder injusta entre homens e mulheres em uma variedade de contextos sociais.

Leia tudo sobre filmes da Netflix

O velho e bom explicando para te confundir

Nos episódios iniciais, a série emprega a técnica de um narrador não confiável para contar cada versão da história.  Confunde a verdade e obscurece a visão do espectador. Uma situação de “ele disse, ela disse” surge no julgamento. Flashbacks de James surgem intermitentemente antes de o foco mudar para Olivia Lytton (Scott), a reclamante.

Boas atuações e produção de David E. Kelley

As performances de Sienna Miller, Rupert Friend, Michelle Dockery e Naomi Scott nos papéis principais são excelentes. Criada por David E. Kelley, conhecido por Big Little Lies, e Melissa James Gibson, de House of Cards e The Americans, a série também conta com a direção de S.J. Clarkson (de Jessica Jones e Os Defensores).

Conclusão

Apesar de alguns enredos interessantes e efeitos visuais que podem incomodar, “Anatomia de Um Escândalo” é uma série envolvente e fácil de maratonar. O suspense e as reviravoltas mantêm a atenção do espectador, que dificilmente conseguirá parar de assistir aos seis episódios.

Onde assistir à série Anatomia de Um Escândalo?

Os seis episódios da minissérie estão disponíveis para assinantes da Netflix.

Trailer da série Anatomia de Um Escândalo, da Netflix (2022)

Elenco da série Anatomia de Um Escândalo, da Netflix (2022)

  • Sienna Miller
  • Michelle Dockery
  • Rupert Friend
  • Naomi Scott
  • Josette Simon
  • Joshua McGuire

Ficha técnica da série Anatomia de Um Escândalo, da Netflix (2022)

  • Título original da série: Anatomy Of A Scandal
  • Direção: S.J. Clarkson
  • Gênero: Drama, Crime
  • País: EUA
  • Ano: 2022
  • Temporada: 1
  • Episódios: 6
  • Duração: de 43 a 48 minutos
  • Classificação: 16 anos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *