Turbilhão crítica da série Netflix 2024

Foto: Netflix / Divulgação

Os doramas sul-coreanos funcionam muito bem em diferentes gêneros, sabendo misturar estilos e proporcionando entretenimento mesmo com temas mais complexos. No entanto, a série “Turbilhão” (Dolpung), um drama político disponível na Netflix, não consegue conquistar seu público, apresentando-se como uma das produções mais decepcionantes dos últimos tempos.

Sinopse da série Turbilhão (2024)

“Turbilhão” gira em torno da intensa rivalidade política entre o Primeiro-Ministro da Coreia do Sul, Park Dong-Ho, e a Vice-Primeira-Ministra, Jeong Su-Jin. Dong-Ho tem um objetivo claro: erradicar os políticos corruptos na Casa Azul, mesmo que isso signifique enfrentar o presidente do país ou se tornar o presidente. A batalha entre Dong-Ho e Su-Jin é feroz, dramática e aparentemente interminável. Mas, será que eles conseguirão salvar o país?

Você também pode gostar disso:

Crítica de Turbilhão, da Netflix

Embora “Turbilhão” apresente uma trama potencialmente empolgante, o desenvolvimento dos personagens e a execução da história deixam a desejar. Park Dong-Ho é retratado como um homem justo e incorruptível, enquanto Jeong Su-Jin é apresentada como uma política corrupta que precisa ser derrubada. Essa dicotomia simplista transforma a série em uma disputa pessoal, em vez de uma luta por um ideal maior.

A falta de um vilão claro também prejudica a narrativa. Embora não seja necessário que todo K-drama tenha um vilão, “Turbilhão” certamente se beneficiaria de um antagonista mais definido para equilibrar a trama. Em vez disso, a série tenta transmitir a mensagem de que o verdadeiro inimigo é o próprio poder, mas falha em explorar essa ideia de maneira convincente.

O elenco de “Turbilhão” é composto por atores veteranos talentosos, como Sul Kyung-gu e Kim Hee-ae, que, infelizmente, são subutilizados devido ao roteiro fraco. Kim, em particular, conhecida por suas atuações poderosas, parece mal aproveitada na série. Outros coadjuvantes servem apenas para impulsionar a trama, sem profundidade ou desenvolvimento significativo, tornando difícil para o público se conectar com eles.

A série tem um ritmo decente e episódios moderadamente acessíveis, mas a constante troca de ataques entre os personagens principais sob o pretexto de “salvar o país” torna-se cansativa. “Turbilhão” tenta representar a responsabilização dos poderosos, mas acaba por não envolver o público comum, deixando uma sensação de vazio.

Conclusão

“Turbilhão” não consegue entregar a intensidade emocional que promete. Para aqueles que esperam muitas emoções, este é um dorama decepcionante, se tornando uma tentativa fracassada de criar um drama político empolgante.

Siga o Flixlândia nas redes sociais

Onde assistir à série Turbilhão?

A série está disponível para assinantes da Netflix.

Trailer de Turbilhão (2024)

Elenco de Turbilhão, da Netflix

  • Sul Kyung-gu
  • Kim Hee-ae
  • Lee Hae-young

Ficha técnica da série Turbilhão

  • Título original: Dolpung
  • Criação: Kim Yong-wan, Park Kyung-su
  • Direção: Yong-wan Kim
  • Gênero: drama, suspense
  • País: Coreia do Sul
  • Ano: 2024
  • Temporada: 1
  • Episódios: 12
  • Classificação: 14 anos

Sobre o autor

5 thoughts on “‘Turbilhão’ é uma grande decepção

  1. Não concordo. Na minha opinião a série é bem cativante, me fez maratonas. Os personagens são convincentes e mostram bem o retrato da política atual, onde cada um se preocupa com seus próprios interesses. Aliás, traz várias alusões a casos e situações brasileiras, mesmo. Achei ótima, recomendo.

  2. Pelo contrário: série MUITO boa. Recomendo demais. Aborda um tema palpitante (corrupção política) com uma estética própria e com o approach do moderno cinema coreano. Personagens consistentes, atores muito expressivos e construções perturbadoramente verossímeis. Merece ser apreciada!

  3. Pois a mim,prendeu do início ao fim..provavelmente quem gosta de política irá entender melhor. A serievtem muitas reviravoltas..pode não ser genial mas é bom sim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *