Druk - Mais Uma Rodada crítica do filme Netflix 2020

Foto: Netflix / Divulgação

Vencedor do Oscar 2021 de Melhor Filme Internacional, “Mais Uma Rodada” (Druk), comédia dramática dinamarquesa dirigida por Thomas Vinterberg e protagonizada por Mads Mikkelsen, oferece uma visão única sobre a vida, amizade e a busca por significado. O longa-metragem aborda temas profundos por meio de um olhar afiado sobre a cultura do álcool e suas complexidades.

Leia também

‘Uma Boa Moça’ entrega ótimo entretenimento

‘Desencaixados’ debate as ansiedades e dilemas da sociedade contemporânea

‘Meu Cunhado é Um Vampiro’ é Leandro Hassum purinho; e isso pode ser bom

Sinopse de Druk

A trama gira em torno de Martin (Mads Mikkelsen) e seus colegas professores, Tommy (Thomas Bo Larsen), Peter (Lars Ranthe) e Nikolaj (Magnus Millang), que, desencantados com a monotonia de suas vidas, decidem aderir a uma teoria que sugere que os seres humanos têm um teor de álcool sanguíneo naturalmente baixo.

Assim, eles começam a manter um estado constante de embriaguez moderada. Inicialmente, o experimento traz resultados positivos, mas à medida que ultrapassam os limites, suas vidas pessoais e profissionais começam a desmoronar.

Leia mais críticas de filmes da Netflix

Druk é um bom filme?

O filme transcende as expectativas de uma comédia leve ao explorar, de maneira íntima, as vidas desses quatro amigos. Cada personagem representa uma faceta diferente da busca por significado, permitindo que o espectador se identifique com as lutas individuais de cada um. Mads Mikkelsen, em particular, está ótimo em seu papel, capturando a complexidade emocional de Martin, um professor que perdeu o rumo.

A escolha de Vinterberg de mostrar o despertar de Martin em sala de aula é simbólica, destacando a conexão entre o estado de embriaguez moderada e a redescoberta da paixão pela vida. Os amigos do protagonista também desempenham papéis cruciais, representando diferentes abordagens para enfrentar as próprias insatisfações. A dinâmica do grupo adiciona camadas à trama, explorando como a busca coletiva por felicidade pode ter consequências únicas para cada indivíduo.

Leia críticas de séries da Netflix

Temática relevante

Além disso, vale destacar a estética visual do filme, como na cena na sala de aula, por exemplo, onde Martin retoma o controle de sua aula. O leve desfoque da câmera espelha a sensação de embriaguez, criando uma simbiose entre a linguagem visual e a jornada do protagonista.

Mas o ponto forte é a abordagem sobre a temática dúbia do álcool, apresentando-o como uma fonte de libertação e, ao mesmo tempo, como um catalisador para a autodestruição. Vinterberg, habilmente, evita clichês ao explorar as nuances dessa dualidade, levando os personagens e o público a confrontarem as escolhas que fazem em relação à busca pela felicidade.

Conclusão

“Druk – Mais Uma Rodada” é mais do que uma comédia sobre o consumo de álcool: é uma exploração profunda das escolhas que fazemos em busca de significado e satisfação. Com atuações brilhantes, direção caprichosa e uma abordagem que foge dos clichês do gênero, o filme faz o espectador refletir e se emocionar. Uma obra que permanece na mente, ecoando as inquietações e alegrias da existência.

  • Vai comprar na Amazon? Então ajude o Flixlândia adquirindo seus produtos pelo nosso link: https://amzn.to/41fnLbN.

Siga o Flixlândia nas redes sociais

Onde assistir ao filme Druk – Mais Uma Rodada (2020)?

O filme “Druk – Mais Uma Rodada” estreou nesta quinta-feira, dia 28 de dezembro de 2023, no catálogo da Netflix.

Trailer do filme Druk – Mais Uma Rodada (2020)

Druk – Mais Uma Rodada: elenco do filme (2020)

  • Mads Mikkelsen
  • Thomas Bo Larsen
  • Magnus Millang
  • Lars Ranthe
  • Maria Bonnevie
  • Helene Reingaard Neumann

Ficha técnica do filme Druk – Mais Uma Rodada (2020)

  • Título original do filme: Druk
  • Direção: Thomas Vinterberg
  • Roteiro: Thomas Vinterberg, Tobias Lindholm
  • Gênero: drama
  • País: Dinamarca, Suécia, Holanda
  • Ano: 2020
  • Duração: 117 minutos
  • Classificação: 16 anos

1 thought on “‘Druk – Mais Uma Rodada’, uma obra que permanece na mente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *