Meu Demônio Favorito crítica da série dorama episódios 1 e 2 da Netflix 2023

Foto: Netflix / Divulgação

“Meu Demônio Favorito” (My Demon) é o mais novo dorama da Netflix que promete agir os fãs do gênero. A nova série sul-coreana mescla elementos de fantasia, romance e drama, criando uma trama complexa envolvendo um demônio e a CEO de uma empresa.

Leia também

‘Sweet Home 2’ supera as expectativas

‘Virgin River’ fecha 5ª temporada com uma celebração encantadora do Natal

‘Explosivos’ apela para a nostalgia, mas se perde no exagero

Sinopse da série Meu Demônio Favorito

A narrativa começa há 200 anos na era Joseon, apresentando Jeong Goo-won (Song Kang), um demônio que faz contratos com humanos para coletar suas almas após uma década. Saltando para 2023, conhecemos Do Do-he (Kim Yoo-jung), CEO da divisão de alimentos e bebidas do Grupo Mirae, adotada por Joo Cheon-sook (Kim Hae-sook) após a morte de seus pais.

A trama se desenrola quando Do-he é enviada para um encontro às cegas, mas acaba encontrando Goo-won. Eventos estranhos acontecem, incluindo a transferência de poderes demoníacos para Do-he.

Vale a pena ver Meu Demônio Favorito?

O primeiro episódio de “Meu Demônio Favorito” abrange uma quantidade significativa de enredos, desde os conflitos familiares na empresa de Do-he até a vida pregressa de Goo-won. A trama rapidamente se desloca para um romance entre os protagonistas, complicado pela perda de poderes demoníacos de Goo-won. O episódio seguinte explora a dinâmica entre os personagens principais, destacando a comédia e as situações peculiares decorrentes da transferência de poderes.

“Meu Demônio Favorito” apresenta uma trama intrincada e personagens carismáticos, mas sofre com mudanças tonais abruptas. Os 69 minutos do primeiro episódio abordam muitos elementos, resultando em uma sensação de complexidade e falta de foco. Embora os protagonistas sejam cativantes, a história se perde em subtramas e reviravoltas desnecessárias.

A comédia, o drama familiar e os momentos de violência coexistem, mas as transições bruscas prejudicam a fluidez da narrativa. Apesar do potencial, a trama convoluta e esses desvios de tom excessivos tornam difícil se envolver completamente com a história e os personagens.

Veredito

“Meu Demônio Favorito” apresenta uma premissa intrigante em seus dois primeiros episódios, mas sua execução é prejudicada por uma narrativa sobrecarregada. Embora os protagonistas ofereçam desempenhos carismáticos, a trama complexa e as mudanças tonais repentinas dificultam a imersão do espectador.

A série pode atrair fãs de dramas românticos coreanos, mas a falta de coesão na narrativa pode incomodar aqueles que buscam uma experiência mais coesa e envolvente. “Meu Demônio Favorito” parece se perder em sua ambição de mesclar diferentes gêneros, resultando em uma história que, embora promissora, carece de clareza e coerência. Apesar disso, deve agradar a quem gosta do gênero.

  • Vai comprar na Amazon? Então ajude o Flixlândia adquirindo seus produtos pelo nosso link: https://amzn.to/41fnLbN

Onde assistir à série Meu Demônio Favorito (2023)?

Os dois primeiros episódios do dorama “Meu Demônio Favorito” estrearam em 1º de dezembro de 2023, no catálogo da Netflix.

Trailer da série Meu Demônio Favorito, da Netflix (2023)

Meu Demônio Favorito: elenco do dorama da Netflix (2023)

  • Chihiro Yamamoto
  • Taisei Fukumoto
  • Raiku
  • Ryo Kimura
  • Motoki Nakazawa
  • Koki Tanaka

Ficha técnica da série Meu Demônio Favorito, da Netflix (2023)

  • Título original da série: My Demon
  • Criação: Lee Eung-bok, Hong So-ri,Jang Young-woo, Kim Hyeong-min, Park So-hyeon, Park So-jeong
  • Direção: Young-woo Jang, Eung Bok Lee, So Hyun Park
  • Roteiro: Kim Hyung-min, Kim Kan-bi, Park So-Jeong, Hong So-ri, Hwang Young-Chan
  • Gênero: terror
  • País: Coreia do Sul
  • Ano: 2023
  • Temporada: 1
  • Episódios: 10
  • Duração: de 45 a 59 minutos
  • Classificação: 16 anos

6 thoughts on “Apesar da premissa intrigante, narrativa sobrecarregada prejudica ‘Meu Demônio Favorito’

  1. Gostei muito da série e dos atores mas, a parte que diz respeito à Deus, não sou a favor, deixa a impressão que Deus é mau e o demônio é bom. Achei estranho, faz o público torcer para o demônio. Inclusive as expressões da personagem que faz Deus são de pessoa malvada. 🤔

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *