Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror crítica da série anime Netflix 2024

Foto: Netflix / Divulgação

Os contos de fadas dos irmãos Grimm são histórias que marcaram gerações e atravessaram séculos em diversas adaptações. “Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror” (Grimm Kumikyoku), uma série original da Netflix, apresenta uma nova interpretação destas narrativas clássicas em formato de anime, prometendo revigorar as velhas fábulas com uma abordagem moderna e psicológica.

Leia também:

Sinopse de Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror, da Netflix

Inspirados nas histórias clássicas dos Irmãos Grimm, os seis contos de fadas desta antologia têm um toque sombrio e expõem o lado oculto do desejo humano.

Leia mais críticas de séries da Netflix

Crítica da série Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror (2024)

A série começa com uma versão distorcida de “Cinderela”, onde as convenções são subvertidas e os papéis tradicionais, invertidos. Essa escolha estilística estabelece o tom para os episódios subsequentes, que continuam a explorar temas de corrupção, obsessão e perversão dos valores tradicionais. Esse episódio, em particular, destaca-se por transformar a inocência da protagonista em uma arma de manipulação e vingança, o que é uma reviravolta inovadora e perturbadora comparada às versões mais leves e familiares.

A execução visual da série é impressionante. A animação da WIT Studio traz uma qualidade cinematográfica que enriquece a narrativa obscura, com paletas de cores que variam do vibrante ao sombrio, refletindo o dualismo moral das histórias. As sequências de introdução, ilustradas em estilo de livro de contos com aquarelas, são particularmente impressionantes, oferecendo um contraste estético que enfatiza a beleza sombria das fábulas.

No entanto, alguns episódios parecem apressados, necessitando de mais desenvolvimento para explorar completamente os temas complexos introduzidos. Além disso, o impacto emocional de algumas reviravoltas dramáticas é atenuado por uma execução que, às vezes, pende para o sensacionalismo. Ainda assim, as dublagens são consistentemente fortes, e personagens como Kiyoko e as irmãs em “Cinderela” são muito bem executados, trazendo profundidade e camadas a papéis que poderiam facilmente tornar-se superficiais.

Leia críticas de filmes da Netflix

Conclusão

A série “Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror” traz uma interpretação audaciosa e visualmente deslumbrante que, mesmo com alguns problemas de ritmo e desenvolvimento, vale a pena ser assistida. O anime é uma demonstração poderosa de como os clássicos podem ser transformados para refletir e criticar a sociedade contemporânea.

  • Vai comprar na Amazon? Então ajude o Flixlândia adquirindo seus produtos pelo nosso link: https://amzn.to/41fnLbN

Siga o Flixlândia nas redes sociais

Onde assistir à série Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror (2024)?

“Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror” está disponível para assinantes da Netflix.

Trailer da série Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror, da Netflix (2024)

Elenco da série Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror, da Netflix (2024)

  • Misato Fukuen
  • Tatsuhisa Suzuki
  • Kenji Nojima
  • Rie Kugimiya
  • Yumi Uchiyama
  • Ayane Sakura
  • Mariya Ise
  • Daisuke Namikawa
  • Akio Otsuka

Ficha técnica da série Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror, da Netflix (2024)

  • Título original da série: Grimm Kumikyoku
  • Direção: Grant George
  • Roteiro: Michiko Yokote
  • Gênero: romance
  • País: Japão
  • Ano: 2024
  • Temporada: 1
  • Episódios: 6
  • Duração: de 32 a 47 minutos
  • Classificação: 16 anos

1 thought on “‘Os Irmãos Grimm e as Facetas do Horror’, uma critica caprichada à sociedade contemporânea

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *