Confira a crítica do filme "Partiu América", comédia brasileira que está disponível para assinantes da Netflix.

Foto: Galeria Distribuidora / Sinny Assessoria / Divulgação

O filme “Partiu América”, uma comédia brasileira dirigida por Rodrigo Cesar, traz à tela a história hilária e emocionante de um grupo de amigos que decide embarcar em uma aventura nos Estados Unidos. Com um elenco liderado por Matheus Ceará e Priscila Fantin, o longa-metragem promete risadas e momentos tocantes enquanto explora temas como amizade, superação e o choque cultural.

Sinopse de Partiu América (2024)

Em “Partiu América”, Matheus (Matheus Ceará) é um dono de um parque de diversões muito simples do interior do Nordeste, que tem o sonho de conhecer os famosos parques dos EUA. De tão admirador desse mundo mágico, ele deu os nomes de Flórida (Luara Fonseca) e Stevenspilbi (Gabriel Palhares) para seus filhos que claro, também são fanáticos por esse universo. Mas, quando essa família finalmente tem a oportunidade de viajar para o exterior pela primeira vez, as coisas não saem como o esperado.

Você certamente vai gostar disso:

Confira a crítica do filme "Partiu América", comédia brasileira que está disponível para assinantes da Netflix.
Cena do filme “Partiu América” (Foto: Netflix / Divulgação)

Crítica do filme Partiu América

“Partiu América” é uma comédia que utiliza o choque cultural e as dificuldades da imigração como principais fontes de humor. Rodrigo Cesar brinca com a experiência do imigrante brasileiro nos Estados Unidos, apresentando situações distintas, que oscilam entre o humor e a reflexão. Mas nem um nem outro funciona bem.

Isso porque todo o filme parece uma grande montagem de piadas mal encaixadas, sem a existência qualquer coesão no roteiro. Recheado de clichês e personagens estereotipados, a comédia usa e abusa de recursos desgastados utilizados em outras obras brasileiras de humor, apelando ainda para o sotaque nordestino a fim de tentar oferecer alguma graça.

Assim como o recente “Top Love: Só e Bem Acompanhado”, de Paulinho Gogó, disponível no Prime Video, “Partiu América” só vai conseguir arrancar risadas de quem ainda não se cansou desse tipo de humor. Previsível, com diálogos rasos e banhado em chavões, a única coisa que falta ao longa-metragem é mesmo a graça, mesmo que o elenco se esforce muito para dar o seu melhor. Mas diante de um texto tão fraco, fica difícil conseguir destacar algo de bom.

Conclusão

“Partiu América” é mais uma daquelas comédias brasileiras (e norte-americanas também) que você já viu várias vezes e, provavelmente, já deve ter se cansado de assistir. Se colocasse Leandro Hassum no lugar de Matheus Ceará, a única diferença talvez fosse o sotaque dos personagens.

  • Vai comprar na Amazon? Então ajude o Flixlândia adquirindo seus produtos pelo nosso link: https://amzn.to/41fnLbN

Siga o Flixlândia nas redes sociais

Onde assistir Partiu América?

O filme está disponível para assinantes da Netflix.

Trailer do filme Partiu América

Elenco de Partiu América (2024)

  • Matheus Ceará
  • Priscila Fantin
  • Luara Fonseca
  • Gabriel Palhares
  • Isa Salmen
  • Igor Guimarães

Ficha técnica de Partiu América, da Netflix

  • Direção: Rodrigo César
  • Roteiro: Cadu Pereiva
  • Gênero: comédia
  • País: Brasil
  • Duração: 100 minutos
  • Classificação: 12 anos

5 thoughts on “‘Partiu América’, a mesma comédia com diferentes sotaques

  1. Por que todos os resumos referem-se à família como “um grupo de amigos”? Não entendi…

    O filme “Partiu América”, uma comédia brasileira dirigida por Rodrigo Cesar, traz à tela a história hilária e emocionante de um grupo de amigos que decide embarcar em uma aventura nos Estados Unidos.

  2. Nem consegui assistir o filme completo de tanto que me irritou, a maneira que retrata o povo nordestino é deplorável. Só aumenta ainda mais a xenofobia que existe entre as pessoas preconceituosas no Brasil. Lamentável

  3. Não é fazendo uma crítica aos atores, mas é perceptível o sotaque nordestino forçado justamente por eles não serem do Nordeste. O filme todo coloca os personagem em situações de confusão, dando ideia de que os nordestinos não têm conhecimento, fazendo até piadas com significados de palavras e etc. Outra observação é que os dois filhos da família principal do filme possuem IPhone e Tablet, mas no início da história mostra que eles não tem condições e só tem o “parque” como ganha pão. Não foi o que eu esperava ao assistir pela primeira vez, ainda mais sendo um filme da Netflix.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *