Confira a crítica do episódio 2 da temporada 2 de "A Casa do Dragão", que está disponível para assinantes da Max.

Foto: Max / Divulgação

A segunda temporada de “A Casa do Dragão” continua encantando os fãs com sua mistura única de intriga política e violência brutal. O segundo episódio, dirigido por Claire Kilner e escrito por Ryan Condal, não decepciona, apresentando um intenso drama que explora as consequências da guerra civil Targaryen, conhecida como a Dança dos Dragões.

Com uma duração de 72 minutos, este episódio é o mais longo da série até agora, aprofundando-se nas repercussões da morte do jovem Jaehaerys e o impacto nas vidas dos personagens, sejam eles de sangue real ou não.

Sinopse do episódio 2 da temporada 2 de A Casa do Dragão (2024)

O episódio começa poucas horas após os eventos do primeiro da temporada, com uma sequência de abertura quieta e frenética que mostra os servos e pequenos camponeses fugindo em pânico. A câmera e a trilha sonora errática de Ramin Djawadi transmitem a mudança de ambiente após a tragédia. Alicent (Olivia Cooke) continua lidando com as consequências do assassinato de seu filho, Jaehaerys, enquanto o episódio explora a reação dos diversos personagens à medida que a guerra se intensifica.

Você também pode gostar disso:

Crítica do episódio 2 da temporada 2 de A Casa do Dragão

O episódio 2 da temporada 2 de “A Casa do Dragão” consegue explorar profundamente as emoções dos personagens em meio à turbulência da guerra. Olivia Cooke oferece uma atuação excepcional como Alicent, capturando a mistura de choque e luto de sua personagem. A cena em que ela expressa sua angústia pela possível perda de sua filha Helaena é particularmente comovente, com cada suspiro e lágrima acrescentando peso emocional à narrativa.

Phia Saban e Tom Glynn-Carney também merecem elogios por suas interpretações como Helaena e Aegon. Enquanto Aegon expressa sua dor através da raiva e da violência, Helaena retrata um luto mais silencioso e introspectivo. A maneira como cada personagem lida com sua perda adiciona uma camada de profundidade ao episódio, tornando-os mais humanos e relacionáveis.

A direção de Claire Kilner equilibra bem os momentos de diálogo intenso com cenas de ação visceral. A luta entre os irmãos Cargyll é um exemplo perfeito disso, sendo uma das melhores cenas de combate da série até agora. A coreografia da luta é dinâmica e brutal, capturando a intensidade e a tragédia do confronto fratricida. No entanto, a cena final com Alicent e Criston Cole pode parecer um pouco forçada e desnecessária, não acrescentando muito à trama além de tentar manter o elemento sexual da série.

Conclusão

O segundo episódio da segunda temporada de “A Casa do Dragão” aprofunda os personagens enquanto avança a trama da guerra civil Targaryen. Apesar de algumas cenas parecerem menos impactantes, a maior parte do episódio oferece uma narrativa empolgante e atuações poderosas que mantêm os espectadores presos até o fim.

Em sua temporada 2, “A Casa do Dragão” continua se diferenciando de “Game of Thrones” com sua abordagem mais trágica e Shakespeareana, prometendo mais desenvolvimentos intensos à medida que os episódios avançam.

Siga o Flixlândia nas redes sociais

Onde assistir à série A Casa do Dragão?

A série está disponível para assinantes da Max.

Trailer da temporada 2 de A Casa do Dragão (2024)

Elenco de A Casa do Dragão, da Max

  • Rhys Ifans
  • Matt Smith
  • Fabien Frankel
  • Graham McTavish
  • Steve Toussaint
  • Eve Best
  • Emma D’Arcy
  • Matthew Needham
  • Olivia Cooke
  • Ewan Mitchell

Ficha técnica da série A Casa do Dragão

  • Título original da série: House of the Dragon
  • Criação: Ryan J. Condal, George R.R. Martin
  • Direção: Clare Kilner, Geeta Vasant Patel, Alan Taylor, Andrij Parekh, Loni Peristere
  • Roteiro: Ryan J. Condal, George R.R. Martin, Ti Mikkel
  • Gênero: ação, aventura, drama
  • País: Estados Unidos
  • Temporada: 2
  • Episódios: 8 (apenas dois estão disponíveis)
  • Classificação: 16 anos

Sobre o autor

3 thoughts on “Episódio 2 da 2ª temporada de ‘A Casa do Dragão’ aprofunda personagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *