Assassinos da Lua das Flores crítica do filme Apple TV Plus 2023

Foto: Apple TV+ / Divulgação

Falar do trabalho de Martin Scorsese é chover no molhado. Mesmo quando é o diretor não está tão inspirado, como em “O Irlandês” (2019), o estilo peculiar – e genial – de contar histórias do cineasta está lá.

Por isso, quando “Assassinos da Lua das Flores” (Killers of the Flower Moon) foi anunciado com dois dos maiores atores de todos os tempos e com a escolha de uma indígena genuína para atuar no papel que lhe cabe, o filme – que agora chega ao catálogo da Apple TV+ – gerou tanta expectativa. E podemos dizer que valeu a pena a espera.

Leia também

Willem Dafoe ganha estrela na calçada da fama: veja filmes com o ator nos streamings

‘Still: Ainda Sou Michael J. Fox’, a celebração de uma vida extraordinária

Diretor explica situação da segunda temporada de ‘Ruptura’

Sinopse de Assassinos da Lua das Flores

Na virada do século XX, o petróleo tornou a nação Osage a mais rica do mundo do dia para a noite. Tanta riqueza atraiu intrusos brancos, que manipularam, extorquiram e roubaram o dinheiro do povo indígena antes de assassinar a população.

Leia mais críticas de filmes da Apple TV+

História real de Assassinos da Lua das Flores

Ao relatar os fatos aos quais “Assassinos da Lua das Flores”, fique ciente de que estará diante de spoilers do filme. Ou seja: siga nessa parte por sua conta e risco.

Adaptação do livro Assassinos da Lua das Flores

Baseado no livro homônimo de David Grann, publicado em 2017, o filme conta a história real de um dos maiores crimes de ódio da história dos Estados Unidos: o assassinato de dezenas de membros da tribo Osage, no estado de Oklahoma, entre 1921 e 1926.

Quem são os Osage?

Os Osage eram um povo nativo americano que vivia na região do rio Mississippi há milhares de anos. No século XIX, eles foram forçados a se mudar para a reserva Osage no estado de Oklahoma. Nessa época, o petróleo foi descoberto na reserva e os Osage se tornaram uma das tribos mais ricas do país.

Assassinatos contra os Osage

O assassinato dos Osage foi motivado pela ganância. Os criminosos eram membros de uma gangue liderada por William Hale, um empresário branco que desejava tomar o controle das terras e dos bens dos Osage e contratou assassinos para matar os indígenas, geralmente envenenando-os com arsênico. Os assassinos também roubavam os bens dos Osage, incluindo dinheiro, joias e propriedades.

Resolução do caso Osage

O governo dos Estados Unidos investigou os assassinatos, mas não conseguiu prender os responsáveis. O caso só foi resolvido em 1926, quando um agente do FBI, Tom White, conseguiu reunir provas suficientes para condenar Hale e seus cúmplices. O filme “Assassinos da Lua das Flores” segue a investigação do policial e mostra como ele conseguiu desvendar o caso e prender os responsáveis.

Leia críticas de séries da Apple TV+

Assassinos da Lua das Flores é bom?

Não diria que é bom; é brilhante. Mais uma vez Scorsese consegue emocionar o espectador com uma história cativante e pior: que realmente aconteceu. “Assassinos da Lua das Flores” narra uma história tão trágica quando chocante, com um desenvolvimento extenso, tanto para não deixar faltar os detalhes quanto para parecer contada com os mesmos requintes de crueldade que os indígenas sofreram dos brancos intrusos em suas terras.

A longa duração aqui – diferente de “O Irlandês”, que é desnecessária e cansativa – tem lógica e passa sem que percebamos o tempo. As nuances do roteiro iam sendo desvendadas a cada minuto e a cada morte de um novo indígena em tela. “Assassinos da Lua das Flores” deixa o espectador boquiaberto diante de tanta falta de humanidade e de eugenia, o longa-metragem não só espanta como coloca nossos pés fincados no chão pensando a todo momento no avanço do radicalismo da extrema-direita mundo afora.

Como diz a famosa frase do filósofo irlandês Edmund Burke, “um povo que não conhece a sua história está condenado a repeti-la”. É exatamente o que a sociedade está fazendo atualmente, como vemos na guerra entre Israel e Palestina, por exemplo, com o genocídio de um povo condenado por um grupo terrorista que não representa a nação.

Lily Gladstone acachapante

No que tange às atuações, Leonardo DiCaprio, mais uma vez, está brilhante. Despido de vaidade, com uma das aparições “menos estéticas” do ator em seus filmes, o astro mostra porque é considerado um dos maiores da atualidade. De Niro, por sua vez, não fica atrás, mantendo seu (alto) nível sem fazer qualquer esforço, parecendo até um trabalho extremamente fácil. Mas é a impecável Lily Gladstone quem eleva as performances a outro patamar. As expressões e o olhar vazio da atriz transmitem toda a dor que a personagem sente e atingem o âmago do espectador sensibilizado diante de tamanha tragédia.

A fotografia do mexicano Rodrigo Prieto, bem como a direção de arte de Jordan Crockett e Spencer Davison, retratam o desastre humanitário de forma brilhante (a iluminação nas cenas da prisão é um verdadeiro espetáculo). Scorsese também não fica atrás, sabendo exatamente quando entregar planos abertos ou mais fechados para inserir o público na história. Aliás, a trama comoveu tanto o diretor que ele se tornou peça-chave no desfecho do filme, mas não vale aqui entrar em pormenores para não estragar a surpresa final.

Conclusão

Ao fim da projeção, confesso ter ficado alguns minutos sem conseguir me levantar olhando para a tela e refletindo sobre o que havia acabado de assistir. É difícil dizer se esse é o melhor trabalho de Scorsese, um colecionador de obras-primas na história do cinema. Mas, em minha opinião, “Assassinos da Lua das Flores” é o mais impactante do vasto – e brilhante – catálogo do diretor.

  • Vai comprar na Amazon? Então ajude o Flixlândia adquirindo seus produtos pelo nosso link: https://amzn.to/41fnLbN.

Siga o Flixlândia nas redes sociais

Onde assistir ao filme Assassinos da Lua das Flores (2023)?

O filme “Assassinos da Lua das Flores” estreou nesta sexta-feira, dia 12 de janeiro de 2024, no catálogo da Apple TV+.

Trailer do filme Assassinos da Lua das Flores, da Apple TV Plus (2023)

Assassinos da Lua das Flores: elenco do filme da Apple TV+ (2023)

  • Leonardo DiCaprio
  • Robert De Niro
  • Lily Gladstone
  • Jesse Plemons
  • Tantoo Cardinal
  • John Lithgow
  • Brendan Fraser
  • Cara Jade Myers
  • Janae Collins
  • Jillian Dion

Ficha técnica de Assassinos da Lua das Flores, da Apple TV Plus (2023)

  • Título original do filme: Killers of the Flower Moon
  • Direção: Martin Scorsese
  • Roteiro: Eric Roth, Martin Scorsese, baseado no livro de David Grann
  • Gênero: drama, policial,
  • País: Estados Unidos
  • Ano: 2023
  • Duração: 206 minutos
  • Classificação: 16 anos

Sobre o autor

7 thoughts on “‘Assassinos da Lua das Flores’ é mais uma obra-prima de Scorsese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *